Earning my ears

image12

Faz apenas 11 dias desde que deixei o Brasil para embarcar na maior aventura da minha vida, mas a verdade é que parece que faz muito mais tempo. A intensidade com a qual as coisas acontecem durante o ICP é algo surreal que só quem sente na pele as dores e as delícias de ser um cast member poderá entender. O que eu entendi até agora? Nada. O que eu sinto? MUITO. TUDO.

Sinto meu coração bater mais forte a cada vez que piso no Magic Kingdom vestindo minha costume, carregando minha nametag do lado esquerdo do peito, próximo ao coração, e cai a minha ficha de que aquele é o meu local de trabalho. Sinto os olhos encherem de lágrimas a cada Wishes que assisto, porque sim, eu estou lá todos os dias, bem na Main Street, dando o meu melhor pelos guests que visitam a Emporium enquanto os fogos de artifício saltam pelo céu de Orlando. Sinto uma gratidão imensa por ter sido escolhida entre tantas outras pessoas para estar ali, representando o meu país e contribuindo para a maior empresa de entretenimento do mundo criando felicidade através de mágica e pixie dust. Sinto minha pele arrepiar ao entender, dia após dia, o quanto um sorriso faz diferença no dia do outro. Sinto também saudades de casa, da qual nem faz tanto tempo que saí, mas ainda assim, tempo suficiente para perceber o quanto eu amo aqueles que ficaram.

Sinto, por fim, aquela pontinha de felicidade no fundo do coração ao saber que fiz a escolha certa e que essa montanha russa chamada International College Program está apenas começando. Foram apenas 11 dias. Foram muitas coisas. Foram milhares de aprendizados. Foram lágrimas e sorrisos. Foram muitos “Have a Magical Day” e “Welcome to the Emporium”.

Eu sinto muito por sentir tanto. Ser Cast Member é isso, afinal. Não caber em seu próprio corpo de tanta felicidade que o coração sente. A verdade é que a gente explode e vira pixie dust.

Júlia Groppo

Por julia às 25.11.16 1.644 comentários

1.644 Comentário em “Earning my ears”

Ano novo, vida nova?
O que você deixou cair pelo caminho?
Minha primeira tatuagem
Prometa-me desacostumar