Tudo é muita coisa

Dia desses, uma amiga me fez um questionamento muito pertinente, em meio a uma dessas conversas que costumamos ter sobre como crescer é algo bem esquisito e desafiador. “Por que a gente pergunta se ta T U D O bem com as pessoas? Do tipo: ‘oi, T U D O bem?’. Tudo é muita coisa”, ela disse.

Passei dias pensando nisso. Quando é que tudo está bem? Isso existe? A gente “chega lá”?.

Para mim, parece mais que a vida é um eterno equilibrar-se em uma corda bamba, mas com os pés bem firmes. Digo bamba, pois não temos certeza de nada. Digo pés bem firmes, pois no fundo a nossa essência sempre sabe o que faz o nosso íntimo vibrar, e é sempre nessa direção, entre os altos e baixos, entre uma coisa que está muito boa e a outra que nem tanto, que vamos caminhando. Que o caminho vai se fazendo. Em meio a dúvidas e certezas, e certezas que podem virar dúvidas novamente.

Tudo bem não estar bem com tudo. Tudo é realmente muita coisa. Estamos tentando. Tentar já é bastante coisa também.

Júlia Groppo

Por julia às 11.12.19 Comentários

Deixe seu comentário

Faça as pazes com você mesmo
A arte de ser leve
A tal da ansiedade
Enfrente