Sobre o infinito que habita em mim… Bem vindos!

julia 2

Costumo dizer que sou pequena por fora e grande por dentro. Explico: tenho um metro e cinquenta e cinco centímetros de altura, mas dentro de mim, aposto que vocês se perderiam fácil; sou imensa de tantas coisas que carrego no coração, já que costumo colecionar histórias, momentos, sentimentos, livros e frases. Fora todo o resto que a vida acaba trazendo… De vez em quando, é até preciso fazer um ‘’update’’ nesse coração, pra tirar aquelas coisinhas que levamos conosco sem querer e acabam nos machucando um pouco. Penso o tempo todo em tudo o que eu vejo e escuto (aliás, cuidado com o que faz ou fala perto de mim, porque pode virar texto meu, viu?). A vida é a minha pauta preferida e as fontes são fontes sem saberem que são. Porque o que os meus olhos captam, meus caros, o coração já interpreta e eu levo comigo a reflexão que for! Mas vamos ao que mais interessa, não é…

Pensei em tantas possibilidades para começar esse texto. Mas aí, você acaba concluindo, mais uma vez, que não adianta forçar: tem que sair do coração! E se tem algo que eu amo nessa vida, é falar: sobre mim, sobre sonhos, sobre o mundo… Enfim, de tudo um pouco e um pouco de tudo. Eu falo muito (papai, mamãe, vovô, vovó, namorado e amigas que o digam, né?). Mas, mais que falar, eu escrevo. É a minha terapia, o meu refúgio, a minha paixão e, poxa, a minha futura profissão! Para quem não sabe, sou estudante de Jornalismo da PUC-Campinas (logo iniciarei o meu terceiro ano) e nós, jornalistas, escrevemos quase na mesma medida em que respiramos (me perdoem pela hipérbole? Mas é necessária). Então, isso pode explicar a vocês um dos motivos pelo qual decidi criar esse espaço. Vamos lá?

Eu acredito muito que cada um de nós – apesar de sermos muitos aqui nesta Terra – vem ao mundo com uma missão. A de aprender ou a de ensinar; ou os dois, né? Mas ao invés de perder muito tempo para entender, prefiro sair por aí vivendo, simplesmente, e então descobrir aos poucos as coisas pela qual eu vivo. E aí, vou transformando esse meu viver em tudo quanto é reflexão. Daí que chegou o momento pelo qual eu já estava esperando: essas reflexões transbordaram e eu já não posso mais guarda-las comigo, decidi escrever para o m-u-n-d-o! A minha paixão pela escrita vem desde pequena, mas eu pude descobri-la melhor assim que comecei a minha faculdade. O Jornalismo me ajudou a me encontrar. Entender quem é a Júlia, de dentro pra fora. E então, acabei descobrindo que as palavras têm um poder imensurável. Ter esse espaço sempre foi um sonho para mim. Caramba, poder ter o meu cantinho no universo cibernético e usar a minha voz de forma mais abrangente… Solto um sorriso largo a cada vez que digo isso! E cá estou eu, me jogando mais uma vez na vida, e convidando vocês para embarcar nessa aventura comigo. O juliagroppo.com.br terá crônicas, dicas de leitura, restaurantes, filmes, séries, matérias diversas e muito (MUITO) mais!

Como já disse em alguns dos meus outros textos, uma das minhas maiores vontades nessa vida é deixar um pouco de mim aonde quer que eu passe. E aqui não será diferente: espero poder deixar um pouco da Júlia na vida de cada um de vocês. Que as palavras que decidi externar ao continuar guardando no meu coração – e nos meus infinitos blocos de notas – sirvam-lhes de alguma forma. A vida ta aí pra gente espalhar tudo de bom que a gente puder; e para mim, será incrível compartilhar aqui as mil e uma reflexões diárias que faço. A cabecinha desta que vos fala não para um minuto. Vive nas nuvens, sabe? O coração então… Bate muitas vezes por segundo. Mas sabe o que é? A vida é uma só! E eu quero aproveitá-la vivendo as minhas paixões. E viver intensamente é, possivelmente, a principal delas. HÁ!

Sejam bem-vindos e voltem sempre!

Com carinho,

Júlia Groppo

 

Por julia às 22.01.16 1.038 comentários

Comments are closed.

A tal da missão de vida
Desafiando minha rotina
Ano novo, vida nova?
O que você deixou cair pelo caminho?