Gosto de lembrar

É fato que nem todos os nossos dias vão ser os melhores, mas aprendi o quão importante é termos uma coleção de lembretes que nos ajudam a criar a força necessária para seguir em frente nesses momentos. Se chove lá fora, tente fazer o tempo abrir do lado de dentro. Pense em coisas, momentos, pessoas e sentimentos que, quase como numa mágica, te ajudam a viver apesar dos problemas.

Dentre a minha tão valiosa coleção, algo que descobri que me fortalece muito é lembrar das minhas versões preferidas de mim mesma. Aquela Júlia que eu já consegui ser um dia e que me fez chegar até aqui; porque não acessá-la novamente dentro de mim e lembrar tudo o que eu posso ser?

Gosto de lembrar da Júlia que, desde tão nova, já sabia sonhar grande.

Gosto de lembrar da Júlia que aprendeu a amar os detalhes.

Gosto de lembrar da Júlia que pode estar perdendo tudo, mas uma coisa ela nunca perde: o sorriso no rosto.

Gosto de lembrar da Júlia que é louca por Deus e por seus mistérios.

Gosto de lembrar da Júlia apaixonada: pela vida, pelas pessoas e pelo novo dia que amanhece, todos os dias, às 6h, na sacada do seu quarto.

Gosto de lembrar da Júlia que tem uma coragem que toma conta dela.

Gosto de lembrar da Júlia que sonhou algo e fez acontecer.

Gosto de lembrar da Júlia que sabe olhar nos olhos.

Gosto de lembrar da Júlia que mora sozinha.

Gosto de lembrar da Júlia que sabe muito bem para onde e quem voltar.

Gosto de lembrar da Júlia que ama – sem medo, moderação ou limites.

Gosto de lembrar da Júlia que fecha os olhos e sente.

Gosto de lembrar da Júlia que fala, até mais do que deveria, e que aprende consigo mesma em muitos desses momentos.

Me conta: qual a sua coleção de lembretes para seguir adiante? E qual versão de si mesmo é a sua favorita?

Com carinho,

Júlia Groppo

Por julia às 06.10.18 864 comentários

Comments are closed.

A tal da missão de vida
Desafiando minha rotina
Ano novo, vida nova?
O que você deixou cair pelo caminho?