Ressignificar

“Verbo transitivo que caracteriza a ação de atribuir um novo significado a algo ou alguém“.

Sem dúvidas, graças aos últimos anos, essa se tornou uma das minhas palavras preferidas. Tenho uma coleção delas que carrego comigo pelos meus dias e ressignificar tem um espaço todo especial só para ela.

Dia desses, li que nem sempre precisamos de novas paisagens para ter a chance de experimentar novos sentidos para a nossa vida, mas aprender a olhar para as mesmas de formas diferentes. Fez tanto, mas tanto sentido para mim, que decidi aceitar o desafio. Então, passei a usar a minha rotina – que reúne algumas dessas paisagens diárias – a meu favor, usando todas as possibilidades que ela me oferece.

Da hora em que acordo, até o momento em que decido encerrar mais um dia, tenho exercitado o meu olhar para as coisas, tentando enxergá-las além do que um dia consegui; atribuindo novos significados para os hábitos que eu criei, mudando o caminho de alguns destinos, invertendo horários de atividades e enxergando cada problema como uma oportunidade.

É como se eu estivesse experimentando uma nova vida dentro da minha própria, e o mais engraçado é que nada de tão diferente aconteceu. Eu apenas decidi enxergar além; esgotar as possibilidades, olhar além do óbvio, mudar a perspectiva. Se não é maravilhoso o poder que temos de viver diferentes possibilidades em uma mesma rotina, eu não sei o que é.

Tem sido um tanto incrível.

Júlia Groppo

 

Por julia às 19.04.19 932 comentários

Comments are closed.

Portas abertas
Vidas editadas
Sobre lugares que nos (re)conectam com nós mesmos
25