Filme: Joy, o nome do sucesso
Joy: o nome do sucesso

Joy: o nome do sucesso

Fui ao cinema na semana passada com minhas amigas para ver o filme ‘’Joy, o nome do sucesso’’, que tem Jennifer Lawrence como atriz principal, papel pelo qual ela está concorrendo ao Oscar na categoria ‘’Melhor Atriz’’. De início, achei o filme um pouco confuso: muitos personagens espalhados pelo cenário, muitas falas rápidas e misturadas e, no começo, a história era um pouco bagunçada. Segundo uma amiga, isso é típico dos filmes desse diretor, David Owen Russell. Mas, aos poucos, o filme foi se encaixando e, no fim das contas, eu adorei, e justamente por isso trago essa dica no Júlia Indica dessa sexta-feira.

Joy é uma mulher que vive em meio a uma vida totalmente bagunçada: ela mora com a mãe, que nunca superou a separação com o marido (seu pai), com a meia-irmã, que não torce nem um pouco pela felicidade dela, com o ex-marido, pois mesmo divorciados há dois anos, ele continua vivendo em seu porão, a avó, uma das únicas pessoas com quem Joy pode contar, os dois filhos e o pai, que de uma hora para outra decide voltar pra casa – mas só para ter um lugar para morar.

Cheia de contas para pagar e uma família toda para ajudar no sustento, ela decide criar uma ideia revolucionária, de um esfregão – sim, um esfregão! – totalmente inovador. Com a ideia na cabeça, só faltava alguém que quisesse investir tempo e dinheiro. E então, ela aproveita a grana que a nova namorada de seu pai tem e pede um investimento. Dai pra frente, não vou contar mais detalhes para que vocês possam ver com os próprios olhos, mas posso dizer que Joy passará por poucas e boas até que tudo funcione. E mais um detalhe que não passou despercebido aos meus olhos – e acredito que aos de ninguém -: Jennifer Lawrence está linda na trama, super loira e totalmente ‘’girlpower’’. Inspirador!

Esse filme passa uma mensagem muito forte sobre não desistir daquilo que realmente queremos, mesmo que tudo ao nosso redor nos diga o contrário. Joy não desiste, nem por um minuto, e isso que a diferencia de todos os outros. A trama apenas confirmou dentro de mim a certeza de que temos que acreditar com todas as forças nos nossos sonhos, pois ninguém fará isso por nós.

Não deixem de assistir. Aproveitem que o fim de semana chegou e corram para o cinema. Vale a pena!

Um beijo,

Júlia Groppo

Por julia às 29.01.16 788 comentários

Comments are closed.

A lista do foda-se
Bondade
15 minutos de cada vez
E lá se vai metade de um ano