Arquivo da categoria 'Devaneios'



A lista do foda-sejulho 14, 2021 | Crônicas, Devaneios
Era madrugada e eu tinha acabado de assistir a mais uma comédia romântica dessas bem óbvias e completamente clichês. Minhas favoritas, diga-se de passagem.



Bondadejulho 13, 2021 | Crônicas, Devaneios
Sabe uma coisa que aprendi sobre a vida? Que a gente não perde nada sendo bom. Pode ser que não ganhe também, mas perder?



15 minutos de cada vezjulho 7, 2021 | Crônicas, Devaneios
Já faz alguns anos que uso uma espécie de mantra para não deixar que a ansiedade tome conta de mim. Quando me percebo sendo



E lá se vai metade de um anojulho 6, 2021 | Crônicas, Devaneios
Chegamos à metade de 2021. O ano que começou estranho e seguiu tão desafiador quanto 2020 já nos deu de presente seis meses. E



Pequeno desabafo sobre a minha escritajunho 23, 2021 | Crônicas, Devaneios, Uncategorized
Na bagunça entre o meu cabelo, o mundo, meu coração e os meus sentimentos, uso as palavras para me expressar. Elas são o meu



O prazer no meio do caosjunho 22, 2021 | Crônicas, Devaneios
O que ainda te dá prazer nesse momento difícil que estamos vivendo?  Vi uma influenciadora que acompanho levantando esse questionamento em seu Instagram e



Minha caixa de memóriasjunho 21, 2021 | Crônicas, Devaneios
Em alguns momentos da nossa vida podemos nos afastar de quem somos, sem ao menos percebermos; e quando finalmente nos damos conta, podemos estar



Portas abertasjunho 14, 2021 | Crônicas, Devaneios
”As melhores fases da vida são aquelas em que todas as portas estão abertas”, disse Ruth Manus – advogada e escritora da qual sou



Vidas editadasjunho 10, 2021 | Crônicas, Devaneios
Dia desses, encontrei um perfil no Instagram cuja bio dizia o seguinte: “Essa não é a minha vida, são só fotos.” Na hora em que



Sobre lugares que nos (re)conectam com nós mesmosjunho 3, 2021 | Crônicas, Devaneios
Existem lugares que nos conectam verdadeiramente com nós mesmos. E não é para menos: eles foram cenários de diversas histórias que hoje podemos contar. Receberam





A lista do foda-se
Bondade
15 minutos de cada vez
E lá se vai metade de um ano